Universo de Mulher

Venha ficar para sempre conosco

Siga nossa Fan Page:

❤·.·´¯`·.·•❤•·.·´¯`·.·❤

entre no BLOG OFICIAL:

❤·.·´¯`·.·•❤•·.·´¯`·.·❤

VISITE TAMBÉM:
http://universodemulher.shutterfly.com/
o nosso site!

❤·.·´¯`·.·•❤•·.·´¯`·.·❤

Compulsão Alimentar - Parte III

O que você pensa ao ver alguém comendo um pacote de 500 gramas de bolacha de maisena? Ou então um panetone de 500 g inteiro, numa vez só? Uma forma de nega maluca sozinha? Estas guloseimas regadas a muuuuuito leite, sozinho ou com achocolatado!

Um belo dia, com a Reeducação Alimentar e com todo o processo de transformação que aconteceu na minha vida, descobri que não valia a pena: ENGOLIR A COMIDA AO INVÉS DE EXPRESSAR MEUS

SENTIMENTOS. Que não valia a pena fazer o que eu não gostava e dizer sim a tudo, sorrir quando na verdade tinha vontade de chorar e depois AFOGAR MINHAS MÁGOAS (COMIGO MESMA E COM OS OUTROS) NAS BESTEIRAS QUE COMIA. Descobri que eu podia (e devia) ME AMAR!!!
E foi então que descobri que o sabor e o prazer de comer tudo aquilo é tão passageiro como o abraço, o beijo, o sorriso, a lágrima... Mas a diferença entre eles são AS RECORDAÇÕES que deixam marcas NO CORAÇÃO! E a comida... deixa marcas no nosso corpo!"E Acreditem no éspírito também ela cria uma situação que deprime e isso é muito difícil de reverter, como se vê, muito disfícil não tem nada a ver com IMPOSSÍVEL." E o prazer que ela nos traz é tão efêmero, tão rápido, que após a engolirmos já não mais sentimos o seu gosto. Mas o gosto do carinho, da vitória, da conquista, do amor-próprio, da autoestima... estes PERMANECEM PARA SEMPRE!!!

O QUE PRECISAMOS PARA NOS LIVRAR DA COMPULSÃO ALIMENTAR?
Basicamente, o nosso corpo precisa perceber que está sendo constantemente alimentado. Para que isso aconteça, precisamos seguir à risca o PLANO DE REEDUCAÇÃO ALIMENTAR, que é se ALIMENTAR DE 3 EM 3 HORAS. Ou seja, precisamos tomar café da manhã, almoçar e jantar, e entre estas refeições principais, fazer lanches. "Assim o metabolismo se mantém funcionando, e os canais que detectam fome, não mais o fazem passando assim a poder ser Senhor de si."
Na verdade, num primeiro momento, não importa muito o valor calórico dos alimentos, se é alto ou se é baixo. O objetivo é educar o relógio biológico em relação aos horários alimentares para a pessoa perceber que é capaz de controlar os episódios de compulsão e de atingir um nível satisfatório de saciedade.
Muitos comedores compulsivos passam o dia fazendo restrição dietética. Assim como eu fazia, eles dizem que não dispõem de tempo para alimentar-se por causa do excesso de trabalho ou da vida agitada que levam. Por isso, os episódios de compulsão ocorrem com mais freqüência nos finais de tarde ou à noite. E isto é um tanto óbvio que aconteça, para qualquer pessoa que passe o dia restringindo a alimentação, quando chegar em casa, vai ter um episódio de compulsão. É fisiológico. É uma resposta do corpo. Entretanto, se os alimentos forem distribuídos de forma regrada durante o dia, provavelmente esses episódios desaparecerão."Há que ter atenção a algo que eu sempre disse, não engordamos pelo que comemos e sim pelo que deixamos de comer, a ingestão de "não nutrientes" nos torna compulsivos"
Se a orientação nutricional não for suficiente, o próximo passo será identificar fatores psicológicos, crenças, pensamentos que possam estar desencadeando os episódios de compulsão.
A pessoa que tem compulsão, se não conseguir fazer este passo sozinha, poderá optar por fazer um tratamento psicoterápico cognitivo-comportamental, que ajuda a desenvolver comportamentos que previnem o aparecimento desses episódios.
O Dr. Alexandre Azevedo, psiquiatra, cita um bom exemplo: “o sentimento de frustração. A pessoa tem um traço de personalidade que a faz exigir muito de si mesma. No ambiente de trabalho, não consegue atender às próprias expectativas e, embora os outros elogiem seu desempenho, não atinge o nível de perfeccionismo almejado. Não ter alcançado plenamente a meta a que se propôs gera um sentimento de frustração que pode desencadear o episódio de compulsão, em geral, por doces e gorduras porque são alimentos saborosos que reforçam a sensação de prazer e de recompensa. Já está provado que existe uma região do cérebro que é ativada pela ingestão de gordura e de doces.”
“Nos casos em que o fator psicológico desencadeia a compulsão, é preciso trabalhar o sentimento de frustração, a autocrítica e a auto-avaliação como forma de prevenir o comportamento compulsivo. O terapeuta pode auxiliar o paciente a elaborar uma lista de soluções viáveis para enfrentar os momentos de compulsão. Existem algumas técnicas que ajudam: ler um livro, ouvir música, sair de casa, andar de bicicleta. Uma vez posta em prática uma delas, 30 ou 40 minutos depois, terá desaparecido a vontade de comer, isso se ele não estiver realmente com fome e já tiver corrigido os maus hábitos alimentares”.Não se esqueça da água nos intervalos, não se bebe água ou qualquer líquido nas refeições, a ingestão de água além de benéfica vai auxiliar e muito.
Em casos extremos, quando sozinho não se consegue, nem com a ajuda de um terapeuta, a terapia medicamentosa é a última escolha.Nós temos em nós, tudo o que necessitamos para uma vida plena, aceite esta verdade que o resto vem por consequência. como a autora mesmo diz "NADA É IMPOSSÍVEL PARA QUEM ACREDITA" e acredite, pode sim tudo o que desejar.
O QUE DEU CERTO PARA CAROL:
- Comer de 3 em 3 horas: se você achar que é difícil lembrar, coloque o celular para despertar. A rotina virá, e depois não precisará mais deste artifício. Eu tenho uma vida corrida, mas a gente sempre consegue um tempo para fazer o mais importante na vida: CUIDAR DE SI MESMA!
- Beber muito líquido: água, chá verde - 1 litro para cada 25kg de massa corpórea. Hoje com o aparecimento do Chá Branco e vermelho optamos pelo uso do vermelho, o efeito é o mesmo e ele é mais "gostoso" rsrs!!!!
- Praticar atividade física: além de emagrecer, dar tônus muscular, ela auxilia na cura e prevenção da depressão, pois aumenta a liberação de serotonina, um dos fatores desencadeantes da depressão, que leva também à compulsão alimentar. " Lembrem-se sempre: A melhor maneira de reduzir a massa gorda é criar e manter massa magra".
- Autoconhecimento: comecei a fazer uma analise de tudo o que eu havia passado, das minhas ações, o que estava dando errado e por quê, qual era o meu papel nas minhas “derrotas”, o que me levava a comer daquela maneira, quando eu sentia muita vontade de comer eu me perguntava o que havia acontecido antes e se eu estava com fome e fazia anotações dos meus sentimentos. Arrume um diário, escreva sobre si, coloque para fora suas emoções. Isto ajuda, e muito!
- Autoestima! Passei a me amar e a me respeitar. Saber que eu era importante SIM! Tão importante quanto todas as pessoas que estavam ao meu redor. E merecia ser respeitada pelo ser que eu era e sou. E isto fez muita diferença.Você se respeita, Se Gosta e então se Ama, não se confunda o Amor com tudo o resto mas precisamos sim nos gostar e respeitar para atingir o estágio de NOS AMAR-MOS, este não vem tão facilmente assim mas acredite vem mais fácil e rápido do que pensa, COMECE SE RESPEITANDO.
RESPEITEM-SE,AMEM-SE, DEIXEM-SE AMAR(enquanto não nos amarmos, jamais seremos amados) E ACREDITEM!

NADA É IMPOSSÍVEL PARA QUEM ACREDITA!

Os artigos referentes a Compulsão, tiveram seu corpo principal escrito por Carol, já que ela, como podem ver, passou por tudo isso.